Hamas diz que aceita plano de trégua aprovado pela ONU; Israel afirma que grupo terrorista mudou pontos do texto

  • 11/06/2024
(Foto: Reprodução)
O texto do acordo foi elaborado pelos Estados Unidos. Ainda não há informação sobre o conteúdo da resposta. Cessar-fogo aprovado pela ONU: acordo pode levar aos capítulos finais da guerra entre Israel e Hamas O grupo terrorista Hamas aceitou uma resolução do Conselho de Segurança da ONU que apoia um plano para acabar com a guerra na Faixa de Gaza e está pronto para negociar os detalhes, disse nesta terça-feira (11) uma autoridade do Hamas. ✅ Clique aqui para seguir o canal de notícias internacionais do g1 no WhatsApp Mediadores do Egito e do Catar afirmaram que receberam uma resposta formal do Hamas para a proposta de trégua apoiada pela ONU. No entanto, representantes de Israel disseram à agência de notícias Reuters que recebeu a resposta do Hamas e que o grupo palestino rejeitou o plano e mudou os principais pontos do texto. Em um comunicado em conjunto, o Hamas e um outro grupo terrorista, a Jihad Islâmica, afirmaram que estão prontos para alcançar um acordo para acabar com a guerra na Faixa de Gaza. No entanto, há uma chance de o acordo não ser firmado porque tanto Israel como o Hamas sugeriram que o plano acomode alguns de seus propósitos, que são conflitantes. Uma autoridade do Hamas afirmou à agência de notícias Reuters que “a resposta (ao plano de cessar-fogo) reafirma que qualquer acordo deve acabar com a agressão sionista contra o nosso povo, tirar as forças de Israel, reconstruir a Faixa de Gaza e é preciso haver uma troca de prisioneiros”. O Hamas quer um novo cronograma para um cessar-fogo permanente e a retirada das tropas de Israel da Faixa de Gaza —inclusive da cidade de Rafah—, disse uma autoridade à agência de notícias Reuters. O texto do acordo foi elaborado pelos Estados Unidos —antes do plano ser votado pelo Conselho de Segurança da ONU, o presidente americano, Joe Biden, afirmou que o texto foi "aceito" por Israel, mas o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, disse que pretende continuar a guerra até acabar com o Hamas. Conselho de Segurança votou a favor de acordo O Conselho de Segurança da ONU aprovou uma resolução de cessar-fogo na guerra entre Israel e o grupo terrorista Hamas na Faixa de Gaza na segunda-feira (10). O placar da votação foi de 14 votos a favor, zero contra e 1 abstenção, da Rússia. O texto, elaborado pelos israelenses e proposto ao Conselho pelos Estados Unidos, pressiona o grupo terrorista a aceitar os termos. A resolução demanda "as duas partes a aplicarem plenamente os seus termos, sem demora e sem condições". O acordo é previsto para ter três fases. Em uma primeira fase, o plano prevê os seguintes termos: Cessar-fogo absoluto com duração de seis semanas; Retirada das forças Israel das áreas densamente povoadas da Faixa de Gaza; Libertação de reféns sequestrados durante o ataque do grupo terrorista Hamas, entre eles mulheres, idosos e feridos, em troca da libertação de prisioneiros palestinos detidos por Israel. A segunda fase incluiria os seguintes termos: Libertação dos demais reféns, entre eles homens e soldados, em troca de prisioneiros palestinos detidos por Israel; Retirada total das tropas israelenses da Faixa de Gaza. A terceira fase prevê o início de uma grande reconstrução de Gaza, que enfrenta décadas de reconstrução devido à devastação causada pela guerra. Conselho de Segurança da ONU pede que Israel e Hamas implementem plano dos EUA para cessar-fogo na Faixa de Gaza Jornal Nacional/ Reprodução

FONTE: https://g1.globo.com/mundo/noticia/2024/06/11/hamas-comunica-a-egito-resposta-sobre-cessar-fogo.ghtml


#Compartilhe

Aplicativos


Locutor no Ar

Peça Sua Música

No momento todos os nossos apresentadores estão offline, tente novamente mais tarde, obrigado!

Anunciantes